Do francês ao contemporâneo

02/05/2016 - Arquitetura e Decoração
Fotos por: Jomar Bragança

Projetada e executada inicialmente a partir do formato arquitetônico francês em 1942, na capital mineira, a residência de 850 metros quadrados e estilo contemporâneo já exibiu, quem diria, visual colonial na primeira reforma que sofreu. Contratado por um jovem casal para elaborar novos projetos de arquitetura e design de interiores para sua futura casa, Leonardo Rotsen transformou por completo a estrutura anterior, tanto externa como funcionalmente.

A proposta de integração do antigo porão com os demais espaços foi, sem dúvida, o ponto de partida para a obra. Construído para abrigar, de forma preservada, um estúdio de fotos do primeiro proprietário, que mantinha hobby de fotografia, o ambiente manteve certa ociosidade de uso com os proprietários seguintes, sendo utilizado como sala de jogos. Já na versão atual, idealizada por Leonardo Rotsen e executada pela Construtora Privilège, o porão ganhou destaque. Valorizado ao passar a compor o estar, foi, literalmente, aberto para a fachada principal da casa com portas de correr.

Nesse primeiro nível, além do estar, foram acomodados espaço gourmet, área de bar e home theater. Com disposição diferente das construções tradicionais, o segundo andar reúne sala de jantar integrada à cozinha e toda a ala íntima: quatro suítes e estar exclusivo com teto retrátil. Projetada na parte posterior do terreno de 1.200 metros quadrados, a área de lazer externa integra piscina e infraestrutura de apoio completa.

Texto: Luciana Avelino

Projeto: Leonardo Rotsen