Luxo natural

20/06/2016 - Arquitetura e Decoração
Fotos por: Daniel Mansur

O luxo desta compacta casa de 250 metros quadrados de formato horizontal, projetada pela arquiteta Estela Netto, é a exuberante natureza que a envolve. Como que abraçada pelo verde intocado do terreno pertencente a um condomínio fechado, próximo a Belo Horizonte, a construção de concreto aparente, vidro e madeira, inspirada no estilo modernista da década de 1950, vive em total privacidade e respira harmonia. De arquitetura e decoração descomplicadas, limpas, exibe simplicidade elegante e reverencia a vegetação externa local, fator determinante na escolha do casal-proprietário pelo terreno.

O desejo dos moradores era justamente por uma morada que se abrisse para o sol da manhã e uma paisagem cercada de mata. Por conta da natureza acidentada do terreno de 1.500 metros quadrados, a arquiteta acomodou a construção em platôs. Enquanto todos os ambientes internos foram dispostos em um único piso, visando facilitar a mobilidade interna, a piscina, com área de descanso em seu entorno, foi instalada em um nível abaixo. Todos os espaços também primam pela integração, com exceção da ala íntima, que abriga três suítes. O deslocamento dos pilares da fachada permitiu a abertura total da parte frontal da casa a partir de portas de correr e painéis de vidro. Nos jardins, o paisagismo leva a assinatura de Diego Magalhães. Um exemplo de projeto que tirou partido de uma arquitetura despojada e destacada pelos materiais de revestimentos.

Texto: Luciana Avelino

Projeto: Estela Netto